Dias memoráveis com a 1ª Conferência do MDA

por ago 23, 2013Notícias0 Comentários


Conferência tem por objetivo equipar, ajudar, edificar e ensinar líderes que desejam vivenciar o mover do cuidado um a um

A vontade de Deus é que façamos discípulos; não somente convertidos, mas discípulos das nações. A vontade de Deus é que ganhemos multidões e cuidemos bem delas. Essa é essência da visão do MDA – Modelo de Discipulado Apostólico, tema abordado pela 1ª Conferência do MDA no Mato Grosso do Sul, realizada no mês de junho em Campo Grande, com presença de grande parte da liderança batista e muitos representantes de outras denominações em nosso estado.

A conferência tem por objetivo equipar, ajudar, edificar e ensinar líderes, pastores e membros das igrejas que desejam vivenciar e ver de perto o mover do discipulado do cuidado um a um através de ministrações e situações práticas.

A 1ª Conferência do MDA foi realizada em parceria entre a Primeira Batista e a Batista Memorial, ambasem Campo Grande.

“MDA é uma visão natural de Deus para cada um de nós”, disse o pastor Carlito Paes, titular da PIB de São José dos Campos/SP, ao abrir a primeira noite da conferência.

Os participantes da conferência, tanto nas ministrações na PIB quanto na Memorial, viveram noites memoráveis. Sermões recheados de exemplos ungidos por Deus se constituíram em instrumentos de alto poder que poderão ser utilizados para conversão de almas.

“O discipulador oferece libertação, cura, proteção, amor e cuidado ao discípulo amado”, disse pastor Carlito Paes.


Mudando o destino


Conforme o pastor Odilon Vergara, da IB Shalon, de Curitiba, nosso destino pode ser mudado por meio do discipulado.

“Foi Deus que me fez como sou, mas Ele me ama tanto que não vai me deixar como estou”, disse pastor Odilon. Para ele “discipulado natural pode mudar o destino, mas o discipulado espiritual pode fazer de você um pastor”. E segue afirmando: “Sucesso é sair de onde eu estou e chegar onde Deus quer”.

Pastor Domingos Jardim, titular da PIB de Marília/SP, comentou profeticamente: “Não tenho dúvidas de que vai haver um grande avivamento em Mato Grosso do Sul”.

Enaltecendo o aspecto positivo e abençoador do discipulado um a um, pastor Domingos exorta para que o crente nunca ande sozinho. “Se tomarmos a decisão de andar sozinhos a queda é certa”, afirmou.

Lembrando o papel de Jetro na vida de Moisés, pastor Domingos afirma que “os grandes homens da Bíblia tiveram excelentes discipuladores que cuidaram deles durante muito tempo”.

O encerramento da conferência esteve a cargo dos pastores Aber Huber, titular da Igreja da Paz em Fortaleza, e Rebecca Hrubik, titular da Igreja da Paz em Santarém.

Os workshops da conferência foram realizados nas dependências da PIB.


Preleções ungidas por Deus

A Conferência representou um divisor de águas em nossas vidas. Já usávamos o sistema de “igreja com células” e estávamos em transição para sermos “uma igreja em células” – aquele em que as células são o coração da igreja e seu eixo funcional. Nossa equipe pastoral, desde o ano anterior, passou a visão e iniciamos o trabalho, entretanto os membros da igreja, de modo geral, ainda não haviam passado por uma imersão no tema. Isso aconteceu de modo excepcional na Conferência. Os preletores, muito espirituais e experientes, trouxerem um verdadeiro avivamento na experiência de cada um de nós. As preleções não foram apenas temáticas, mas especialmente ungidas por Deus, com expressões de um amor especial que frequentemente nos levava às lágrimas e ao quebrantamento. Sem exagero, fomos impactados e transformados.

Muitas igrejas filiadas à CBSM, que estiveram representadas, foram impactadas, pois têm procurado saber mais sobre a Visão do MDA, que significa “Meu Discípulo Amado”. Na Associação Centro contamos com um grupo de pastores caminhando em GD – Grupo de Discipulado. Isso ocorre há um ano, mas depois da Conferência o número de participantes praticamente dobrou, chegando a 48 pastores e esposas. Algumas outras Associações nos têm procurado para que compartilhemos a experiência. Sinceramente creio que, com a graça de Deus, estamos escrevendo um novo capítulo na história de nossa denominação.

Pastor Gilson Breder



Uma revolução silenciosa

A Batista Memorial de Campo Grande foi a parceira da PIB na realização da 1ª Conferência MDA no MS. Há tempos aguardávamos pela realização de um evento desse porte em nosso estado, mas sinceramente não sabíamos que Deus nos reservaria este privilégio de compor a linha de frente na organização.

O que falar destes dias que vivenciamos na Conferência?

O primeiro destaque fica para o nível dos preletores convidados. Expoentes no meio evangélico do país com um estilo de vida que nos empolga e inspira. Nada de glamour ou celebridades “gospel”… o que vimos foram servos de Deus usados com ousadia para mudar a história da nossa nação.
Outro ponto que merece ser lembrado foi o conteúdo das ministrações. Tenho participado de muitos congressos, mas não temo em dizer que desfrutamos do melhor em capacitação e treinamento de liderança. Aspectos relevantes da vida cristã em comunidade foram abordados e os líderes foram reabastecidos para uma longa jornada. Ao conversar com diversos líderes da nossa igreja, percebi um avivamento nascendo para este tempo. Tenho dito que é uma revolução silenciosa, mas com resultados impactantes e transformadores.

Por fim, não posso deixar de expor minha alegria em hospedar em nosso espaço pastores e amigos de todo o estado. Auditórios lotados nem sempre prenunciam uma mudança real, mas quando percebi a enorme quantidade de líderes envolvidos, aí sim pude dizer: “É tempo de discipulado. É tempo de avivamento!”

Pastor Eli Souza Jr.


Anderson Solano

Anderson Solano

Publicitário, chefe do departamento de comunicação social e gestor de TI.

0 comentários

Enviar um comentário

Posts Recentes