Entrevista: Pr. Walter Ponder

por out 15, 2012Notícias0 Comentários

Desde 1988 na construção de capelas e edificação de vidas

Nascido nos Estados Unidos, Pr. Walter Ponder esteve pela primeira vez no Brasil, em 1988. O motivo de sua visita foi para construir uma capela, em uma cidade pequena, no interior de São Paulo. Em entrevista, Pr. Walter, ao lado de sua esposa, Carol, fala sobre o projeto de construção de capelas, sobre a relevância desse trabalho, os sonhos que Deus tem colocado em seu coração, e avisa quando irá terminar com o projeto.

O Batista Sul-Mato-Grossense: Qual é a expectativa de vocês quando vêm para o Brasil?
Pr. Walter: Quando retornamos para o Brasil é para simplesmente trabalhar e ajudar aqueles que não têm um lugar para adorar ao Senhor. Não queremos criar aquele vínculo da obrigação, mas permitir que o Senhor trabalhe na vida das pessoas e que a igreja possa crescer.

OBSM: Aqui no Mato Grosso do Sul quantas capelas foram construídas por meio do B.O.M Ministries?
Pr. Walter: Desde 1988, construímos somente no Estado, 25 capelas.

OBSM: Como é o recrutamento dos voluntários?
Pr. Walter: Visitamos as igrejas norte-americanas,  e desafiamos a organizarem grupos para o trabalho. Já trabalhamos com grupos da mesma igreja, assim, como grupos formados por membros de  igrejas diferentes.

OBSM: Como nasceu o B.O.M Ministries em seu coração?
Pr. Walter: A primeira vez que estive no Brasil, há quase 25 anos atrás, eu ajudei a construir uma capela em uma cidade pequena, no interior de São Paulo, e Deus falou muito ao meu coração. Durante a noite, no culto de dedicação, a capela estava lotada e todos os adultos aceitaram Jesus, até mesmo o prefeito da cidade,  e para nossa surpresa, três voluntários da equipe, também, aceitaram a Jesus. Nunca vi nada como aquela noite, e desde aquele dia nos empenhamos na construção de capelas para servir ao Senhor. Agora, nosso novo desafio é levantar mil capelas, e para isso, pedimos apoio para cada irmão norte-americano, a doar um dólar, para chegar a um milhão de dólares que é o valor estimado para a construção de mil capelas.

OBSM: As equipes são compostas por quantas pessoas?
Pr. Walter: Costumamos formar com 20 pessoas, mas essa quantidade de voluntários é variável. O grupo que trabalhou na construção da capela em São Gabriel D’Oeste, por exemplo, tem apenas 11 pessoas. São oito homens e, a maioria, na terceira idade. Neste grupo, recebemos a ajuda de seis pedreiros brasileiros que fez a diferença. E isso é bom porque cria uma união entre os brasileiros e norte-americanos.

OBSM: Moramos em países em que podemos adorar ao Senhor com liberdade, como fica o seu coração ao ver países cuja legislação proíbe a existência de templos cristãos?
Pr. Walter: Dói muito. Já construímos capelas em oito a dez estados brasileiros, e em todos os lugares, fomos muito bem recebidos, acreditamos que fossemos construir capelas em nosso país, talvez não fossemos bem acolhidos como aqui. Durante todo o processo de trabalho, muitos amigos surgiram, e são amigos que vamos carregar por toda a vida, como o Anderson e a Tatiane, colaboradores da CBSM.

OBSM: Qual a importância deste trabalho para o Brasil?
Pr. Walter:  Acreditamos que quando existe uma igreja, bem estruturada e firme, ela muda a comunidade em que está.  A comunidade tem outro aspecto, as pessoas têm outros ideais, outras perspectivas,  porque a igreja está ali e faz a diferença.

OBSM: E quando o senhor irá se aposentar dessa atividade?
Pr. Walter: Já somos aposentados (risos). Mas, desse trabalho, não.  A marca registrada do B.O.M Ministries é a continuação do trabalho, eu só vou parar por duas razões. Quando o Senhor Jesus voltar, e aí eu preciso parar; ou quando Ele me chamar. A minha esperança é que Jesus volte antes.

Anderson Solano

Anderson Solano

Publicitário, chefe do departamento de comunicação social e gestor de TI.

0 comentários

Enviar um comentário

Posts Recentes

× Como posso te ajudar?