Palavra do Presidente

por mar 15, 2011Notícias0 Comentários


Vai muito bem, graças a Deus e só a Ele mesmo!

Depois dessa resposta tipo “expresso”, voltemos à pergunta: “Como vai a nossa Convenção”? Essa é uma pergunta muito comum, feita aos que eventualmente estão mais próximos da estrutura administrativa da Convenção. É o meu caso; perguntam-me assim constantemente. Às vezes é apenas pontual, a fim de iniciar uma boa conversa, mas às vezes não; as pessoas querem saber como está a saúde da denominação em nosso Estado; como vão os projetos, as conquistas, e até as complexidades naturais de se lidar com aquilo que é de todos, mas que não consegue atender a todos, e muito menos, tem o apoio de todos.

A fim de colocar você a par de informações básicas de nossa Convenção Batista Estadual é que escrevo. Quero mencionar três aspectos, dignos de nota:

1. A MISSÃO GLOBAL E O REAL MISSIONÁRIO

Missões é o nosso principal vínculo com as igrejas. Elas amam missões e entendem a responsabilidade de cumprir a grande comissão. Isso é ser Batista!

Nossa Convenção inovou no cenário nacional, criando um sistema que facilita e beneficia todas as Juntas Missionárias que temos. Chama-se Missão Global. A igreja que adere a esse sistema arrecada o Real Missionário dominicalmente. Após o fechamento do mês, o valor das ofertas é dividido em quatro partes, sendo enviadas diretamente para as nossas quatro Juntas Missionárias, a saber: Mundiais, Estaduais, Nacionais e Regionais. Para não haver dúvidas da eficácia de nossos esforços, já recebemos uma correspondência, via e-mail, da Junta de Missões Mundiais, mencionando o aumento substancial que já percebeu nas ofertas oriundas de nosso Estado. Glórias a Deus!

A Coordenadoria de Missões Estaduais já está mantendo contato com nossos missionários para entendimentos, pois chegou a hora de investir na vida deles, como foi decidido por nossa Convenção. É hora de melhorar as condições de nosso quadro de missionários conveniados. Estamos convidando igrejas para novas estratégias e  parcerias. Quem sabe, a sua igreja, querido leitor, não está ansiosa pra fazer uma parceira missionária conosco. Por favor, procure-nos.

2. A EDUCAÇÃO TEOLÓGICA NUM NOVO TEMPO

A capacitação séria, consciente, contextualizada e dialogal com a realidade de nossos dias é o que move a nossa Coordenação de Ensino Teológico em sua visão de futuro para o atendimento aos nossos vocacionados.

Para deixar claro que não se trata de “blá-blá-blá” é importante você saber que os Batistas sul-mato-grossenses, unanimemente, decidiram investir 20% das entradas do Plano Cooperativo na Educação Teológica, a partir desse mês de março, sendo 8% (oito por cento) na FTBAW – Faculdade Teológica Batista Ana Wolleman e 8% (oito por cento) na FTBSM – Faculdade Teológica Batista Sul-Mato-Grossense, em atividades iniciais na cidade de Campo Grande. Os demais 4% (quatro por cento) constituirão um Fundo de Reserva para aplicação também na área. Diante desse estratégico investimento, aproveitamos a oportunidade para avisar: já estamos à disposição das Igrejas de nosso estado para desenharmos juntos um futuro preferível na formação de excelência de seus vocacionados.

3. O PLANO COOPERATIVO – REDUÇÃO DE PERCENTUAL

Os Batistas de Mato Grosso do Sul inovaram mais uma vez, ao deliberarem na assembleia mencionada, por absoluta unanimidade, mudar o percentual do Plano Cooperativo que as igrejas enviam para a Denominação, no âmbito de nosso Estado.  Agora o Plano Cooperativo Denominacional (completo) totalizará 10% (dez por cento), sendo 7% (sete por cento) enviados para a Convenção Estadual e outros 3% (três por cento) enviados à Associação em que cada igreja está filiada. Visamos o fortalecimento das Associações, fundamentados na declaração de missão da Convenção Estadual, que é servir às igrejas através das Associações. Claro que as igrejas são livres para enviarem percentuais maiores, mas somos sensíveis às suas necessidades no desenvolvimento de seus projetos locais.

A redução dos percentuais, na verdade, é um incentivo para que todas as igrejas se tornem fiéis cooperadoras do programa denominacional a fim de que, arrecadando mais, possamos fazer mais em ações e locais estratégicos e desafiadores. Não devemos esperar um futuro melhor, temos que construí-lo a partir do esforço e participação de todos.

Extremamente agradecido a Deus, às igrejas, e às nossas lideranças, só tenho a confirmar que até aqui nos ajudou o Senhor e esperamos ser seus cooperadores fiéis na expansão de Seu do reino na terra.

Sonhando cada vez mais com um Repacto Denominacional, no poder do Espírito Santo, totalmente centrado na Palavra de Deus, despeço-me.

Gilson Breder, Pr.
Presindente da CBSM

Anderson Solano

Anderson Solano

Publicitário, chefe do departamento de comunicação social e gestor de TI.

0 comentários

Enviar um comentário

Posts Recentes