Barco Pantavida, um alento para os ribeirinhos pantaneiros

por fev 26, 2014Notícias, Pantavida0 Comentários


Experiência única e extraordinária: consideramos assim a viagem missionária de atendimento aos ribeirinhos

Talvez você pense que chegar aos confins do mundo é ir muito longe do nosso país. Porém, quando realizamos uma viagem para atendimento a lugares que só se chega de barco, com duração de uma semana com as paradas para atendimento, ou dois dias de viagem direto, podemos dizer que o Projeto Pantavida desenvolvido pela Coordenadoria de Missões Estaduais da CBSM chega até os confins da Terra.

O Barco Pantavida navegou pelo Rio Paraguai no período de 24 a 31 de janeiro.

“Neste ano levamos, como de costume, o atendimento odontológico, médico e roupas para ajudar aos ribeirinhos. Porém, mais importante: levamos a Palavra de libertação e, graças ao esforço conjunto das igrejas batistas do estado, que atenderam ao apelo de Missões Estaduais, entregamos à população ribeirinha 161 cestas básicas alimentícias, o que levou muita alegria às famílias”, relata pastor Paulo José da Silva, coordenador da Área de Missões.

Muito longe!

Imagine a cena: acaba o arroz em sua casa e você mora a 300 km de distância, por rio, do mercado mais próximo. E mais: tem que pagar R$ 300 numa passagem de ida e volta a Corumbá para fazer compras, tendo que disponibilizar quatro dias para essa estratégia. Missão quase impossível!

Além da dificuldade financeira, que é gritante, há ainda o gasto de tempo e a adequação ao dia em que um barco de transporte de passageiros passa, levando os moradores até a cidade.

“E por isso queremos ratificar nossa mais profunda gratidão às igrejas do estado que se envolveram e vestiram a camisa, realizando a arrecadação de alimentos enviados até Corumbá e distribuídos na viagem do Pantavida 2014”, destaca pastor Paulo.

Avanço missionário

Impressionam os números do trabalho missionário do Pantavida. Na viagem deste ano, além das 161 cestas básicas de alimento entregues, foram realizadas 278 consultas médicas em nove comunidades e mais 37 casas isoladas, onde foram distribuídos gratuitamente algo em torno de R$ 7 mil em medicamentos. Este trabalho foi realizado pelo médico voluntário Dr. Antonio João. O Pantavida tem um consultório odontológico completo onde foram atendidas, através da dentista voluntária Dra. Susete, 46 pessoas com a realização de 80 procedimentos.

“Em cada parada do barco ou atendimento de lancha, eram levados a cada família um Novo Testamento, a consulta médica, o medicamento necessário, um pacote com roupas e uma cesta básica e as crianças da casa ainda recebiam gibis “A Vida de Jesus”, um brinquedo para cada uma e um pacote de doces”, relata pastor Paulo José.

Foram visitadas 104 casas, além de 11 famílias do destacamento militar de Porto Índio, na fronteira com a Bolívia, que receberam atendimento diferenciado.

“Onde parávamos era sempre uma festa e depois de todos os atendimentos realizávamos um culto e partíamos para a próxima comunidade”, destaca pastor Paulo.

Ministério abençoado

O Projeto Pantavida é um grande ministério desenvolvido há 12 anos pelo missionário pastor Carlos Alberto da Silva, trabalho conhecido e reconhecido por todos os ribeirinhos pantaneiros mesmo os mais abastados, aqueles que não recebem atendimento periódico do Pantavida. Essas famílias sabem que podem contar com o projeto, relata o coordenador de Missões. “Digo isso porque durante a viagem passamos por uma estação de pesquisa e não paramos, mas o biólogo da estação estava com a esposa enferma e ao ver passar o barco entrou em sua lancha e foi até o barco para buscar atendimento médico e remédio para sua urgência”, conta pastor Paulo.

Esse episódio fez a equipe do Pantavida lembrar o texto do profeta Jeremias “Porventura não há remédio em Gileade? Ou não há lá médico? Por que, pois não se realizou a cura da filha do meu povo?” (Jeremias 8:22).

“Assim como as pessoas sabem que há remédio e médico no barco Pantavida, o povo brasileiro precisa buscar em nossas igrejas o médico e o remédio para o seu espírito, Jesus Cristo”, enfatiza pastor Paulo José da Silva.

Agradecimentos

A Coordenadoria de Missões da CBSM agradece aos vinte voluntários que de forma brilhante desenvolveram suas atividades durante os oito dias da viagem; são voluntários que pagaram para trabalhar e trabalhar muito, sem eles o sucesso desta viagem não aconteceria.

Se você está pensando em participar no ano que vem, corra para garantir sua vaga pois este ano as vagas se encerraram em menos de 30 dias; em 2015 a viagem acontecerá entre os dias 23 a 30 de janeiro e você já está convidado. Caso tenha interesse em agendar uma viagem para sua associação de igrejas batistas, ou somente para um grupo de sua igreja, o barco está disponível também para esse trabalho e você pode obter mais informações pelo e-mail missõ[email protected]

Anderson Solano

Anderson Solano

Publicitário, chefe do departamento de comunicação social e gestor de TI.

0 comentários

Enviar um comentário

Posts Recentes

× Como posso te ajudar?