Missões: Motivação Cristocêntrica em Tempos de Crise

por out 4, 2016Notícias0 Comentários

“Ora, o Senhor, depois de lhes ter falado, foi recebido no céu, e assentou-se à direita de Deus” (Mr. 16.19)

            O entendimento da igreja acerca da pessoa de Jesus Cristo determinará o investimento dela na obra missionária. Uma compreensão correta da pessoa do Messias inclui o sofrimento do Calvário tanto quanto Sua entronização gloriosamente celestial e histórica. Os olhos dos cristãos no século XXI devem contemplar o Jesus glorificado. Somente então alcançaremos sobriedade de entendimento, convicção para confissão e firmeza na obra. O apóstolo João que na última Ceia se recostara no peito de Jesus e que fora descrito como o discípulo amado (Jo. 21.20); agora, na visão em Patmos se prostra como morto aos pés de Cristo (Ap. 1.17). Eles deixaram de ser amigos? Obviamente que não! É que o Redentor que João conheceu e que esteve revestido pelo véu da encarnação se revelou como vivo e vitorioso em toda Sua majestade (Ap. 1.4-8). Não se trata mais do Filho do Homem humilhado em sofrimento messiânico que o levou à morte. Agora, Ele é Juiz e Senhor de todo o universo (Ap. 19.16). É nesta pessoa glorificada do Senhor Jesus Cristo que encontramos a motivação para tudo na vida cristã, incluindo o investimento em missões. Dois jovens na época dos Morávios, se venderam como escravos. Com o dinheiro eles pagaram a passagem rumo ao sul do Pacífico. Somente neste estado eles poderiam pregar para os demais escravos numa região que proibia a presença de pregadores ou missionários. De acordo com os testemunhos, as últimas palavras pronunciadas por eles para os parentes e amigos no porto foram: ‘Que o Cordeiro de Deus receba a justa recompensa por Seus sofrimentos’. Isto me faz pensar em meus investimentos na obra do Senhor como expressão de gratidão por ter me redimido por Sua graça. Nos últimos anos de ministério junto à Igreja Batista Belo Horizonte em Campo Grande no estado de Mato Grosso do Sul, temos encorajado a igreja a fazer investimentos que expressem nossa obediência ao IDE. De acordo com os relatórios da JMM, nossa igreja investiu anualmente um valor aproximado de R$ 9.000,00 entre os anos de 2010 e 2013. Todavia, em 2014, nós alcançamos a marca dos R$ 44.000,00 incluindo as ofertas para a JME e JMN. O objetivo é adotarmos famílias missionárias e para isso criamos o ‘FACE DE MISSÕES’. Não queremos apenas enviar dinheiro, nós queremos conhecer e viver as derrotas e vitórias nos campos. A despeito das adaptações e oscilações do projeto em 2015, nós enviamos aproximadamente R$ 56.000,00 para as três Juntas Missionárias de nossa denominação. Não obstante a crise financeira que afetou nossa nação, o desafio permanece de ultrapassarmos a marca dos R$ 70.000,00 investidos na obra missionária em 2016. Será que conseguiremos? Não importa! O que importa é que o Espírito Santo esteja conosco nesta obra para realizarmos o que Ele bem desejar. Em nossa ‘Jerusalém’ temos discipulado mais de 60 pessoas no ambiente de trabalho através de um projeto pioneiro chamado ‘Cristo nas Empresas’; em nossa ‘Judéia e Samaria’ temos feito o bem através do ‘Projeto Atos’, e da construção de capelas em parceria com o Believers on Mission. Depois de quatro anos de aprendizado com os irmãos Norte Americanos; chegou a hora de construirmos a primeira capela em Pana (distrito de Nova Alvorada do Sul, localizada a 280 km de Campo Grande/MS) com um time formado somente por brasileiros. Isto acontecerá nos dias 13 a 20 de outubro; todavia, em parceria com a JME e com a ASSIBAS, os estágios iniciais de construção já começaram. Precisaríamos de tempo para falarmos sobre os ‘Cristo nos Lares’, ‘Cristo nas Ruas’, ‘Cristo nos Hospitais’, ‘Cristo nas Escolas’, da capelania com os Policiais Civis do MS liderado pelo Pr. André Rodrigues, da revitalização de sete trabalhos Batistas liderado pelo Pr. Josi Francis em parceria com a Associação Sul na região que passamos a denominar ‘Caminhos de Nelson’ em homenagem ao Pr. Nelson Alves, um dos pioneiros na obra missionária no Centro Oeste, do Musicando a Vida liderado pelo Ev. Pedro Estevan; e muito mais. Desejamos que todos os eleitos invistam nesta comissão maravilhosa enquanto há tempo na certeza de que serão galardoados aqueles que investirem ousadamente em Sua obra. Olhemos para Jesus Cristo ressurreto, glorificado e em autoridade (Ap. 5.13). Não nos preocupemos com homens, trevas, oposições, recursos humanos e materiais. Contemplemos sempre o Deus Trino de Israel. Olhemos para Cristo na dependência do Espírito Santo objetivando sempre a glória de Deus Pai: “Eles, pois, saindo, pregaram por toda parte, cooperando com eles o Senhor, e confirmando a palavra com os sinais que os acompanhavam” (Mr. 16.20). EMANUEL – Deus está Conosco!

Pr. Flávio Garcia Azambuja
Presidente da Igreja Batista Belo Horizonte
Campo Grande/MS
CBSM

Anderson Solano

Anderson Solano

Publicitário, chefe do departamento de comunicação social e gestor de TI.

0 comentários

Enviar um comentário

Posts Recentes