Envio de voluntários ao Chile

por mar 3, 2010Notícias0 Comentários


Igrejas enviam missionários voluntários ao Chile
 

 
     
Escrito por DANIEL TORRES DE ALBUQUERQUE
Jornalista e membro da PIB Osvaldo Cruz (SP) 25-Feb-2010 

33 voluntários atravessam Andes e Atacama para apoiarem nova campanha da JMM

“Uma experiência marcante”. Esta foi a reação unânime de um grupo de 33 voluntários dos estados de Mato Grosso do Sul, Mato Grosso, Bahia e São Paulo que participou em janeiro de uma viagem missionária ao Chile coordenada pela Primeira Igreja Batista de Dourados (MS). O objetivo era apoiar a família do missionário William Carrilho da Silva, da Junta de Missões Mundiais (JMM).

Naquele país os missionários voluntários foram distribuídos nas cidades de Iquique e Arica, na costa do Pacífico, e em Pozo Almonte, uma pequena cidade em pleno deserto do Atacama. Nestas localidades eles puderam trabalhar com povos indígenas Aimarás (Aymaras), descendentes da civilização Inca, e com crianças e mulheres das cidades e distritos da região.
A Convenção Batista do Estado de São Paulo foi representada por seis voluntários: Henrique Martins Lauriano (Igreja Batista do Planalto), Niellington Soares (Igreja Batista do Jardim Bom Retiro), Daniel Torres de Albuquerque (Primeira Igreja Batista em Osvaldo Cruz), André Gustavo Kreplin e Silas Eduardo Kreplin (Primeira Igreja Batista em Americana) e Priscila Cândido Nascimento (Missão Batista Getsêmani). Estes irmãos doaram suas férias para a obra missionária.

Os batistas brasileiros levaram mensagens de esperança por meio da evangelização e do discipulado aos chilenos que vivem nas montanhas e vales da Cordilheira dos Andes e em regiões desérticas. As crianças se divertiram nas Escolas Bíblicas de Férias (EBF) e nos Kids Games. Já as mulheres tiveram a oportunidade de participarem das Tardes da Beleza, um verdadeiro convite a assumirem uma nova perspectiva tanto no aspecto visual como na vida espiritual.

“Sentimos no coração que o Senhor nos enviou até o Chile para encontrar pessoas específicas que precisavam ser trabalhadas pelo Espírito Santo por meio de nossas vidas”, comentou Daniel Albuquerque.

No fim da viagem o grupo foi recepcionado pela prefeita de Iquique, Myrta Dubost Jiménez, e pela imprensa local. Eles expressaram sua gratidão pelo trabalho dos voluntários brasileiros e pelo cuidado com a vida espiritual da comunidade chilena.

Viagens Missionárias

Esta é a terceira viagem missionária coordenada pela Primeira Igreja Batista de Dourados no projeto “América do Sul para Jesus”. Em janeiro de 2008, um grupo de voluntários se deslocou para a Bolívia. Em julho do mesmo ano, o Paraguai foi alvo de evangelização.

“Nossa primeira viagem não foi para apoiar um missionário específico, mas para apoiar as igrejas batistas em Santa Cruz de la Sierra e Trinidad, localidades da Bolívia. A segunda foi realizada com o intuito de apoiar o trabalho do missionário Joabson Santos, da JMM, em sete igrejas de três cidades do Paraguai”, declarou Caroline Pereira Soares, promotora de Missões da igreja.

“O objetivo das viagens, além de apoiar o missionário no campo, é despertar a vocação missionária junto aos voluntários e os resultados que esperamos são os de revitalizar as pequenas igrejas e apoiá-las em suas necessidades”, destacou o pastor Samuel Auro Monteiro de Souza, da PIB de Dourados.

Antes mesmo de chegar ao local determinado, os voluntários procuram saber junto ao missionário a realidade do campo para utilizarem estratégias que atendam às demandas do campo. Em alguns países como Bolívia e Paraguai foram utilizados o evangelismo pessoal e o discipulado.

“Muitas pessoas foram ganhas para Jesus e em seguida discipuladas. Toda estratégia é realizada em conjunto com a igreja local, para que haja continuidade. Todas as vezes que retornamos de uma viagem, ao realizarmos a avaliação, vemos que não somente o campo onde visitamos é abençoado, como também a igreja local. Temos visto um crescimento, ano a ano, dos voluntários nos projetos locais. Temos tido um crescimento no número de vocacionados para o ministério”, completa o pastor.

Campanha de 2010

Este ano a campanha de Missões Mundiais tem como tema “Por Cristo vou até aos confins da Terra” e destaca, entre outros, o trabalho desenvolvido no Chile, com os povos indígenas Aimarás.

Segundo informações publicadas na “Revista do Promotor 2010”, “geograficamente, o Chile não está tão longe do Brasil; cerca de 2.930 quilômetros separam as duas nações. Porém, nenhum país se enquadra tanto no tema da Campanha 2010 de Missões Mundiais quanto ele, cujo nome original, Chilli, significa ‘Confim da Terra’, no idioma dos mapuches, o maior grupo indígena chileno já evangelizado e com uma bíblia em linguagem própria”.

Ainda segundo o material de campanha, “para chegar até os confins da terra é preciso estar disposto a enfrentar grandes desafios, como nossos missionários têm enfrentado. No Chile, as estradas são difíceis, entre abismos; as enfermidades vasculares são causadas pela altitude; as águas, pesadas em minerais, provocam problemas renais e outras doenças. Nada disso tem sido impedimento para a evangelização do país, nem mesmo na faixa norte, a mais carente de missionários”.

Missionários

Os missionários da JMM apoiados pelo grupo de voluntários, Márcia e pastor William Carrilho da Silva e seus filhos Rafael e Carolina, trabalham pelo Programa Esportivo Missionário (PEM) desde janeiro de 2008 no Chile, onde, por meio de escolinha de futebol e handebol, experimentam e vivenciam estratégia de evangelismo com o esporte.

Em abril deste ano, o pastor William e sua família devem ser transferidos para a Malásia, no sudeste asiático, para iniciarem o PEM naquele país. Os missionários Deise e Luís César da Silva de Queiroz e os filhos Ana Júlia, Luís Felipe e Pedro Henrique assumirão o trabalho chileno.

DANIEL TORRES DE ALBUQUERQUE
Jornalista e membro da PIB Osvaldo Cruz (SP)

Extraído: O JORNAL BATISTA ON-LINE
Link do Texto

Administrador

Administrador

0 comentários

Enviar um comentário

Posts Recentes